quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Onde vamos parar?

Pulando de canal em canal, acabei por parar em uma reportagem sobre o SPFW. Eu aqui em uma fase de tomar muito cuidado com alimentos para o corpo e a mente, me horrorizei ao deparar com modelos esqueléticas. A coisa passou dos limites. Onde está mesmo aquele projeto de lei que proibiria modelos que estão abaixo do peso de desfilarem?


Me consola saber que não sou a única a assustar com a situação. Encontrei alguns comentários em bolgs e reportagens em jornais. Segue a opinião de jornalistas da Folha:
De tão magras, modelos chegam a andar com dificuldade
ALCINO LEITE NETO
VIVIAN WHITEMAN
da Folha de S.Paulo
Chegou a um nível irresponsável e escandaloso a magreza das modelos nas semanas brasileiras de moda. As garotas, muitas delas recém-chegadas à adolescência, exibem verdadeiros gravetos como pernas e, no lugar dos braços, carregam espécies de varetas desconjuntadas. De tão descarnadas e enfraquecidas, algumas chegam a se locomover com dificuldade quando têm que erguer na passarela os sapatos pesados de certas coleções.

Usualmente consideradas arquétipos de beleza, essas modelos já estão se acercando de um estado físico limítrofe, em que a feiura mal se distingue da doença.
Essa situação tem o conluio de todo o meio da moda, que faz vista grossa da situação, mesmo sabendo das crueldades que são impostas às meninas e das torturas que elas infligem a si mesmas para permanecerem desta maneira:
um amontoado de ossos, com cabelos lisos e olhos azuis.
Uma rede de hipocrisia se espalhou há anos na moda, girando viciosamente, sem parar: os agentes de modelos dizem que os estilistas preferem as moças mais magras, ao passo que os estilistas justificam que as agências só dispõem de meninas esqueléticas. Em uníssono, afirmam que eles estão apenas seguindo os parâmetros de beleza determinados pelo "mercado" internacional --indo todos se deitar, aliviados e sem culpa, com os dividendos debaixo do travesseiro.
Alguns, mais sinceros, dizem que não querem "gordas", com isso se referindo àquelas que vestem nº 36. Outros explicitam ainda mais claramente o que pensam dessas modelos: afirmam que elas não passam de "cabides de roupas".
Enquanto isso, as garotas emagrecem mais um pouco, mais ainda, submetidas também a uma pressão psicológica descomunal para manterem, em pleno desenvolvimento juvenil, as características de um cabide.Um emaranhado de ignorâncias, covardias e mentiras vai sendo, assim, tecido pelo meio da moda, inclusive pelos estilistas mais esclarecidos, que não pesam as consequências do drama (alheio) no momento em que exibem, narcisicamente, suas criações nas passarelas.
Para uma semana de moda, que postula um lugar forte na sociedade brasileira, é um disparate e uma afronta que ela exiba a decrepitude física como modelo a milhões de adolescentes do país.
Para a moda como um todo, que vive do sonho de embelezar a existência, a forma como os agentes e os estilistas lidam com essas moças é não apenas cruel, mas uma blasfêmia. Eles, de fato, não estão afirmando a grandeza da vida, mas propagando a fraqueza e a moléstia.
O filósofo italiano Giorgio Agamben escreveu que as modelos são "as vítimas sacrificiais de um deus sem rosto". É hora de interromper esse ritual sinistro. É hora de parar com essas mistificações da moda, que prega futuros ecológicos, convivências fraternais e fantasias de glamour, enquanto exibe nas passarelas verdadeiros flagelos humanos.


Depois de refletir sobre tudo isso, me deu saudade dos desenhos com Cinderela e Branca de Neve da minha infância, que seriam consideradas gordinhas nos dias atuais. Alguém já reparou a magreza das atuais personagens dos desenhos infantis?

15 comentários:

Ricardo Pancho disse...

isso é sério mesmo... eu tenho uma amiga, que é alta, magra e linda... constantemente ela é assediada pra fazer trabalhos de passarela. tipo... ela já é magra, bem magrinha... os caras q convidam ela, dizem q ela só precisaria perder uns quilinhos... é muita loucura. eu adoro mulher magra (se for branquinha e de olho claro então... eu peço em casamento) mas esqueleto já é sacanagem... a menina da foto q vc postou mais parece uma carcaça de frango ambulante...

MR disse...

Eu prefiro quando tem alguma coisa onde pegar.
Esteticamente também não tá bonito.

Mas os cretinos publicam as fotos e vão as desfiles. BOICOTEM então!!

Jou Jou Balangandã disse...

Rico, pois é, ela magra, e precisa de perder uns quilinhos ....
Valeu a visita!

Jou Jou Balangandã disse...

MR, divulgar e boicotar ... acho que é tudo que podemos fazer!
Obrigada pelo comentário!

Sandra Botelho disse...

Vou te dizer uma coisa...
ESSE POVO É TUDO DOIDOOOOO!
onde já se viu...
um monte de gente passando fome, e essas meninas doidas se matando para ficarem parecidas com etiopes.
Acho que eu que estou ficando maluca viu?
Beijos querida.

Wanderley Elian Lima disse...

Realmente espantoso Jou Jou, chega a dar dó dessas moças que se submetem a tudo por fama e dinheiro. Lamentável.
Beijos

Older disse...

Qqer dia os desfiles de moda serão feitos em um cemitério, só haverá caveiras ambulantes.
Bjs

BANDEIRAS disse...

Nem me fale...preciso perder alguns kilinhos e não tô conseguindo, claro, não fecho a boca para guloseimas, mas não quero ficar magra, como essas meninas, elas teem corpo de mulheres que estão doentes.

Bjs

E vc que não aparece....

Jou Jou Balangandã disse...

Sandra, também cheguei a pensar que a maluca fosse eu ... talvaz uma dor de cotovelo, por estar alguns quilos distantes do que seria o corpo perfeito. Mas cheguei a conclusão que as doentes são elas, que estão cada vez mais etíopes.
Valeu a visita!
Bjous

Jou Jou Balangandã disse...

Wanderley, tinha que ser saúde e bem estar em primeiro lugar, não é mesmo?
Bjous

Jou Jou Balangandã disse...

Older, acho que esse dia já chegou, e nós ainda não nos demos conta.
Obrigada pela visita!
Bjous

Jou Jou Balangandã disse...

Bandeiras, perder alguns quilinhos é o sonho de 90% das mulheres, agora, ficar parecendo doente... já é outra história.
Obrigada pela visitinha!
Bjos

Saulo Prado disse...

Meu Mundo Quadrado mudou de ares...

Tenho um Novo Blog só ta faltando você para ele ficar completo para mim...

www.sauloprado.blogspot.com

Carmem Tristão disse...

e é unânime: pelo menos na família, homem nenhum gosta de mulher magra assim.

Cris Teles disse...

Um verdadeiro absurdo isso..
Parabéns por divulgar esse assunto Jou Jou..
Beijão!