domingo, 1 de novembro de 2009

Capítulos de minha vida


Costumo pensar que minha vida é como um livro, que vai se dividindo em capítulos. A Jou Jou já quis fazer comércio exterior. Foi um curso não terminado,concomitantemente com o curso de economia. Depois veio o direito. Depois veio a vontade de rodar o mundo, acompanhada com uma pós em hotelaria. Depois veio a volta definitiva (??) pro Brasil. Há alguns anos voltei pro mundo jurídico.
Dentro de cada capítulo, conheci várias pessoas. De algumas me separei pelo tempo, pela distância, ou por ambos. Outras vão comigo alinhavando os capítulos da minha vida.
Mais um capítulo está prestes a terminar. Ter a consciência disso é muito bom. Saber que algumas pessoas ficarão para trás dá uma dorzinha no coração. Saber que outras entrarão, e que crescerei como ser humano, me faz ter a certeza de que tudo vale a pena!

“Não passam as dores, também não passam as alegrias. Tudo o que nos fez feliz ou infeliz serve pra montar o quebra-cabeça da nossa vida, um quebra-cabeça de cem mil peças. Aquela noite que você não conseguiu parar de chorar, aquele dia que você ficou caminhando sem saber para onde ir, aquele beijo cinematográfico que você recebeu, aquela visita surpresa que ela lhe fez, o parto do seu filho, a bronca do seu pai, a demissão injusta, o acidente que lhe deixou cicatrizes, tudo isso vai, aos pouquinhos, formando quem você é. Não há nenhuma peça que não se encaixe. Todas são aproveitáveis. Como são muitas, você pode esquecer de algumas, e a isso chamamos de "passou". Não passou. Está lá dentro, meio perdida, mas quando você menos esperar, ela será necessária para você completar o jogo e se enxergar por inteiro.”
Martha Medeiros

12 comentários:

K. disse...

Tudo vale a pena e não sei quanto a vc, mas com a maturidade a gente consegue entender isso melhor...comigo está sendo assim. Gosto de lembrar do que não fazia sentido e que hoje é tão importante. Beijo, K.

MR disse...

Nada passou... o passado, presente e futuro acontecem simultaneamente.
Nao acho que a vida seja um quebra-cabecas do ponto de vista que ser um problema que precisa ser resolvido, mas talvez um mosaico, uma enorme colcha de retalhos.

Evandro Varella disse...

Cheiro de coisa boa no ar... !!! ?
Beijoujous

Jou Jou Balangandã disse...

K,
é exatamente isso. Coisas que a principio não faziam sentido, hoje são super importantes.
Beijos

Jou Jou Balangandã disse...

MR, realmente não é um quebra cabeça no sentido de problema a ser resolvido, mas sim no sentido das peças irem se encaixando, de coisas a principio sem sentido terem um lugar de relevância.
Beijos

Jou Jou Balangandã disse...

Vavá,
sim, cheiro de muita coisa boa no ar!
Longas histórias e caminhadas fazem sentido agora.
Beijos

Analuz disse...

Joujouuu
fico mt feliz (e animadérrimaa!!rs..) em poder participar do mais novo (e próspero) capítulo da sua vida!!
Alegrias a nós para preenchermos com mts cores as próximas páginas de nossas vidas!
gde bj e otimo feriado!

Jou Jou Balangandã disse...

Li, pois é, acredito que iremos sambar na Paulista ano que vem!
Beijos

Wanderley Elian Lima disse...

Excelente texto, tudo faz parte de nossa vida, alegrias e tristeza, e nada é esquecido tudo fica guardado porque faz parte da nossa história.
Beijos

Jou Jou Balangandã disse...

Wanderley, nossa vida é assim mesmo. Formada por presente, passado e futuro.
Obrigada pela visita!
Bjos

Gian Fabra disse...

o melhor de terminar um capítulo, é o medo e as delícias que nos aguardam nas próximas páginas, em branco. a maravilha da vida.
bjs

Jou Jou Balangandã disse...

Gian,
adoro pensar nas páginas em branco que se abrem diante de mim.
Bjos